Arquivo da categoria: Um porto para Elizabeth Bishop

Elizabeth Bishop – Veja São Paulo, maio/2011

capa bishop

 

“Em 1951, a poetisa americana Elizabeth Bishop (1911-1979) veio passar alguns dias no Rio de janeiro e ficou por quinze anos. Depois de vencer as resistências diante dos contrastes geográficos e culturais do Brasil, ela mergulhou em um intenso romance com a arquiteta Lota Macedo Soares, de reflexos inegáveis em sua obra. Baseada nesse período da biografia da autora, a jornalista e dramaturga Marta Góes concebeu o monólogo dramático Um Porto para Elizabeth Bishop sob medida para o talento da atriz Regina Braga. A peça estreou em 2001 e há nove anos não cumpria temporada na cidade. “Voltei a montá-la em 2005 no Rio e fi z apresentações na Flip, a Festa Literária de Parati, e em CEUs da prefeitura de São Paulo”, conta a intérprete. “Encontrei o meu Quadrante”, completa ela, em referência ao solo protagonizado por Paulo Autran durante quase duas décadas, no intervalo de seus trabalhos inéditos.”

Leia mais aqui

Deixe um comentário

Arquivado em Um porto para Elizabeth Bishop

Elizabeth Bishop – Mellone (Blog)

capa bishop

 

“Porto, na concepção literal, é local onde alguém pode descansar e se sentir seguro; ter refúgio, guarida, proteção. Foi tudo isso que Elizabeth Bishop encontrou no Brasil, quando chegou em Santos no início dos anos 50 e por aqui permaneceu durante 15 anos. Para se livrar da depressão e se curar do alcoolismo, a poeta norte-americana viaja pela América do Sul e a convite de Lota Macedo Soares é sua hóspede no Rio. O que seria uma breve passagem pelo Brasil torna-se o período mais importante de sua vida: aqui sua produção literária foi intensa, foi quando recebeu o Prêmio o Pulitzer, e pessoalmente viveu um grande amor, ao lado de Lota, uma das mais importantes paisagistas brasileiras, que se notabilizou por fazer parte da equipe que construiu o Aterro do Flamengo.”

Leia mais aqui

Deixe um comentário

Arquivado em Um porto para Elizabeth Bishop

Elizabeth Bishop – Diário do Grande ABC, julho/2011

capa bishop

 

“A jornalista Marta Góes lança nesta terça às 18h, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, em São Paulo, Um Porto Para Elizabeth Bishop, o texto da peça estrelada por Regina Braga que está em cartaz somente até domingo no Teatro Sesc Anchieta, em São Paulo.

 

Um texto delicado, de acordo com a sensível alma de artista revelada. A estreante Marta – esta é sua primeira peça – constrói um perfil rico da poeta, repleto de nuances. O texto, além de consistente, deixa a intérprete à vontade para compor a personagem.”

Leia mais aqui

Deixe um comentário

Arquivado em Um porto para Elizabeth Bishop

Elizabeth Bishop – ArtView, maio/2011

capa bishop

 

“A peça – que teve repercussão internacional quando estreou em 2001, sendo página da revista Newsweek e matéria de capa do New York Times – conta a história da escritora americana, ganhadora do Prêmio Pulitzer, e sua relação com o Brasil, onde viveu por 15 anos, ao lado da companheira Lota Macedo Soares. Além do Prêmio APCA, o espetáculo recebeu os prêmios  Cidadania e Diversidade, da Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo, e Arco Íris.

Escrita por Marta Góes especialmente para sua amiga Regina Braga interpretar, sob a direção de José Possi Neto, a peça Um Porto para Elizabeth Bishop entra em cartaz em São Paulo a partir de 13 de maio no Teatro Eva Herz, no Conjunto Nacional.  A reestreia realiza o desejo da atriz Regina Braga de ter o seu “Quadrante”, como ela diz, lembrando do monólogo que Paulo Autran apresentou por muitos anos, nos intervalos entre outros espetáculos. “Continuo encantada pelo tema”, diz Regina.”

Leia mais aqui

Deixe um comentário

Arquivado em Um porto para Elizabeth Bishop

Elizabeth Bishop – O Estado de S. Paulo, maio/2011

capa bishop

 

“Elizabeth Bishop queria um porto seguro. Órfã desde criança, educada em colégios internos, a poeta norte-americana estava devastada quando desembarcou no Porto de Santos em 1951. Atormentada por ideias de suicídio, pelo alcoolismo crescente, pela autocrítica acirrada que a impedia de criar. Foi aqui que ela encontrou certa calma. Calma para amar e para escrever.”

Leia mais aqui

Deixe um comentário

Arquivado em Um porto para Elizabeth Bishop

Elizabeth Bishop – Wish Report

Deixe um comentário

outubro 16, 2012 · 8:22 pm

Elizabeth Bishop – O Globo, março/2006

Deixe um comentário

outubro 16, 2012 · 8:18 pm