Arquivo da categoria: Couro dos espíritos

Couro dos espíritos – Socioambiental

capa couro dos espiritos

 

“Mais de duas décadas se passaram desde que a antropóloga Betty Mindlin pisou pela primeira vez no solo da aldeia Gavião, em Rondônia. Em todos esses anos, ela ouviu histórias e lendas agora reunidas em Couro dos Espíritos (Terceiro Nome e Senac, 256 págs., R$ 30). O lançamento ocorreu na última terça-feira na Livraria Cultura, em São Paulo, com a presença de um convidado ilustre: o cacique Sebirop Catarino, guardião dos costumes da tribo e fonte para grande parte das narrativas.”Era uma dívida que eu tinha com eles”, diz Betty, referindo-se aos Gavião, também denominados Ikolen. Em 1977, a tribo contava 143 pessoas, uma população ínfima ameaçada de extinção desde os primeiros contatos com seringalistas na década de 50. A pesquisadora começou então uma luta de resistência apoiada pelos caciques e pajés da aldeia.”

Leia mais aqui

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Couro dos espíritos

Couro dos espíritos – Folha de S. Paulo,

capa couro dos espiritos

 

“O livro “Couro dos Espíritos” (Senac) nasceu da vontade dos índios gavião-ikolens (RO) de registrar suas tradições e narrativas. Para isso convidaram a antropóloga Betty Mindlin (foto), que há anos trabalha com eles e agora publica o resultado desse projeto coletivo.

Por que o título “Couro dos Espíritos”?
Os pajés têm o poder de se metamorfosear em onças e outros bichos: assustam os mortais, atacam possíveis aprendizes para testar sua coragem e voltam à forma humana. São aparições: vestem e despem uma pele mágica. Em povos do mundo todo há xamãs semelhantes, transitando do reino humano ao animal.”

Leia mais aqui

Deixe um comentário

Arquivado em Couro dos espíritos

Couro dos espíritos – O Estado de S. Paulo, agosto/2001

capa couro dos espiritos

 

“Graças aos índios, o Brasil tem 195 línguas – mas só fala uma. Por causa do fascínio da antropóloga Betty Mindlin, que há 23 anos ronda e decifra os gaviões-icolens de Rondônia, os brasileiros vão conhecer seu universo mágico oculto. Vão descobrir que iam buscar longe demais as respostas para os mistérios, quando nossos índios aqui ao lado já haviam resolvido tudo.

Por exemplo, alguém já pensou em vestir o couro dos espíritos para entrar noutra? Ou trilhar o caminho que liga o céu e a terra para alçar a felicidade? E, antes de saber que o ócio é criativo, caçar a alegria lá dentro, nunca fora ou contabilizada em bens materiais? Esse mundo lírico é o presente de Betty Mindlin em Couro dos Espíritos (Senac/Terceiro Nome). O lançamento é hoje, às 18 horas, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional.”

Leia mais aqui

Deixe um comentário

Arquivado em Couro dos espíritos

Couro dos espíritos – Istoé, setembro/2001

capa couro dos espiritos

 

“Antigamente, a humanidade vivia no subterrâneo, fechada numa imensa rocha, até que os pássaros de bico mais duro furaram a rocha e os povos foram saindo, dentre os quais os índios Gavião-Ikolen, de Rondônia. Esse é um dos mitos de criação do mundo da tribo, que vive numa região demarcada em 1977, à beira do rio Ji-Paraná. Na época da demarcação, eles eram 143; hoje, há mais de 400. Não se sabe quantos havia na época em que foram contatados pela primeira vez, na década de 50, por seringueiros, mas há certeza de que alguns de seus costumes foram parcialmente alterados.”

Leia mais aqui

Deixe um comentário

Arquivado em Couro dos espíritos

Couro dos espíritos – Correio popular, abril/2009

Deixe um comentário

Arquivado em Couro dos espíritos

Couro dos espíritos – O Estado de S. Paulo, agosto/2001

Deixe um comentário

Arquivado em Couro dos espíritos