Arquivo do mês: outubro 2015

Iconografia do cangaço – ABTV (TV Asa Branca / Rede Globo), 19 de setembro de 2015

Guerra de famílias foi um dos motivos pelos quais Lampião entrou para o cangaço

lampião

clique na imagem para assistir à matéria do telejornal ABTV

Confira aqui mais informações sobre o livro

Deixe um comentário

Arquivado em Iconografia do Cangaço

Bogart duplo de Bogart – Blog Cine Metro, 29 de setembro de 2015

bogart_duplo_de_bogart_-_capa

Livro sobre ator Humphrey Bogart

Eleito pelo American Film Institute como a maior estrela masculina do cinema norte-americano de todos os tempos, a imagem de Humphrey Bogart (1899-1957) é marcada pelo linguajar cínico, os trejeitos de durão e o inseparável cigarro.

Esse tipo inesquecível encarnado pelo ator durante a era de ouro dos estúdios de Hollywood combinou-se com um jeito sedutor que fascinava o público feminino e fez os homens se identificarem.
O antropólogo Luís Felipe Sobral, em seu ensaio Bogart duplo de Bogart, investiga esse ideal de masculinidade personificado pelo ator nova-iorquino nos quatro filmes que marcaram o início de sua carreira: O falcão maltês (de 1941), Casablanca (1942), Uma aventura na Martinica (1944) e À beira do abismo (1946).
No primeiro dos três capítulos que compõem o livro, o autor relaciona a consolidação de Bogart em Hollywood e sua conquista da categoria “estrela de cinema” em O falcão maltês com a cultura visual do cinema clássico. O segundo capítulo parte do triângulo amoroso de Casablanca, descreve o impacto da Segunda Guerra Mundial em Hollywood na persona de Bogart e ainda mostra como o filme foi pautado de forma religiosa para moldar sua mensagem política.
O último capítulo revela como a chegada da novata Lauren Bacall, dona de uma insolência capaz de conquistar Bogart dentro e fora das telas, garantiu-lhe sua estabilidade na indústria cinematográfica e forneceu a Bogart o último elemento que faltava para completar sua persona: o par romântico.
Veja aqui o post na íntegra
E confira aqui mais informações sobre o livro

Deixe um comentário

Arquivado em Bogart duplo de Bogart, Coleção Antropologia Hoje

Bogart duplo de Bogart – Blog TelecineTV, 6 de outubro de 2015

bogart_duplo_de_bogart_-_capa

Bogart duplo de Bogart – Pistas da persona cinematográfica de Humphrey Bogart, 1941-1946

Eleito pelo American Film Institute como a maior estrela masculina do cinema norte-americano de todos os tempos, a imagem de Humphrey Bogart (1899-1957) é marcada pelo linguajar cínico, os trejeitos de durão e o inseparável cigarro. Esse tipo inesquecível encarnado pelo ator durante a era de ouro dos estúdios de Hollywood combinou-se com um jeito sedutor que fascinava o público feminino e fez os homens se identificarem.

O antropólogo Luís Felipe Sobral, em seu ensaio Bogart Duplo de Bogart, lançado pela editora Terceiro Nome, investiga esse ideal de masculinidade personificado pelo ator nova-iorquino nos quatro filmes que marcaram o início de sua carreira: O Falcão Maltês (de 1941), Casablanca (1942),Uma Aventura na Martinica (1944) e À Beira do Abismo (1946). No primeiro dos três capítulos que compõem o livro, o autor relaciona a consolidação de Bogart em Hollywood e sua conquista da categoria “estrela de cinema” em O Falcão Maltês com a cultura visual do cinema clássico.

O segundo capítulo parte do triângulo amoroso de Casablanca, descreve o impacto da Segunda Guerra Mundial em Hollywood na persona de Bogart e ainda mostra como o filme foi pautado de forma religiosa para moldar sua mensagem política. O último capítulo revela como a chegada da novata Lauren Bacall, dona de uma insolência capaz de conquistar Bogart dentro e fora das telas, garantiu-lhe sua estabilidade na indústria cinematográfica e forneceu a Bogart o último elemento que faltava para completar sua persona: o par romântico.

Sobre o autor: Luís Felipe Sobral nasceu em Campinas em 1980. Realizou sua formação na Unicamp, onde defendeu seu doutorado em Antropologia Social. É autor de artigos e resenhas em revistas científicas e suas pesquisas debruçam-se sobre fenômenos sociais e culturais do entre-guerras.

Veja aqui o post na íntegra

E confira aqui mais informações sobre o livro

Deixe um comentário

Arquivado em Bogart duplo de Bogart, Coleção Antropologia Hoje

Bogart duplo de Bogart – PublishNews, 16 de outubro de 2015

bogart_duplo_de_bogart_-_capa

Ensaio investiga a persona de ator de Casablanca

Imagem de durão é dissecada por Luís Felipe Sobral

Eleito pelo American Film Institute como a maior estrela masculina do cinema norte-americano de todos os tempos, a imagem de Humphrey Bogart (1899-1957) é marcada pelo linguajar cínico, os trejeitos de durão e o inseparável cigarro. Esse tipo inesquecível encarnado pelo ator durante a era de ouro dos estúdios de Hollywood combinou-se com um jeito sedutor que fascinava o público feminino e fez os homens se identificarem. O antropólogo Luís Felipe Sobral, em seu ensaio Bogart duplo de Bogart – pistas da persona cinematográfica de Humphrey Bogart, 1941-1946 (Terceiro Nome, 152 pp., R$ 35), investiga esse ideal de masculinidade personificado pelo ator nova-iorquino nos quatro filmes que marcaram o início de sua carreira: O falcão maltês (de 1941),Casablanca (1942), Uma aventura na Martinica (1944) e À beira do abismo (1946).

Veja aqui a matéria na íntegra

Confira aqui mais informações sobre o livro

Deixe um comentário

Arquivado em Bogart duplo de Bogart, Coleção Antropologia Hoje

A última coisa – Diário do Grande ABC (Dia-a-dia Revista), 29 de outubro de 2015

literatura.qxd

Clique na imagem para ampliá-la

E veja aqui mais informações sobre o livro

Deixe um comentário

Arquivado em A última coisa

O Capa-Branca – ApêTV (SBT Interior), 16 de outubro de 2015

sbt interior

Entrevistas: Walter Farias conta sua história, de funcionário a paciente do Juquery

Conheça o livro Capa Branca, este relato a quatro mãos, escrito por Daniel Navarro Sonim e Walter Farias, que resgata as memórias de Walter, um ex-funcionário do Juqueru que virou paciente do local. Uma história de vida emocionante!

Assista aqui à entrevista na íntegra

E veja aqui mais informações sobre o livro

Deixe um comentário

Arquivado em O Capa-Branca

Sorbets e sorvetes: uma festa de frutas brasileiras – MSN | Estilo de Vida, 23 de setembro de 2015

capa_sorbet_final

Dia do Sorvete: 10 gelados que você pode fazer em casa

SORBET DE UMBUZADA: FRUTA TÍPICA BRASILEIRA, UM MERGULHO NO REGIONALISMO PROMOVE DESCOBERTAS DE SABORES

Ingredientes:

1 litro de leite

400 g de umbus

350 g de açúcar

1 colher (chá) de emulsificante para sorvetes

Modo de preparo:

Leve ao fogo o leite e os umbus. Deixe cozinhar até que todos os umbus soltem suas sementes. Retire-as. Adicione o açúcar e deixe esfriar. Bata esta mistura aos poucos na batedeira junto com o emulsificante. Transfira para um tigela e leve ao congelador por 40 minutos. Retire do congelador e bata novamente na batedeira por mais 10 minutos até a massa ficar bem homôgenea. Leve de novo ao congelador por mais 40 minutos. Bata novamente na batedera por mais 10 minutos. Leve novamente ao freezer por duas horas. Sirva em seguida. Se preferir, acrescente folhas de hortelã ou de capim santo na hora de bater. Rende 6 porções.

Receita do livro Sorbets e sorvetes: uma festa de frutas brasileiras (Editora Terceiro Nome)

Veja aqui a matéria publicada na íntegra no MSN

E confira aqui mais informações sobre o livro

Deixe um comentário

Arquivado em Sorbets e sorvetes: uma festa de frutas brasileiras