Arquivo da categoria: A Noiva do Condutor

A noiva do condutor – Nuvem de livros

53b05482-23f5-4c24-9ffa-7119a08803c8unnamedunnamed (1) unnamed (2)

Deixe um comentário

Arquivado em A Noiva do Condutor

A noiva do condutor – Folha de S. Paulo, setembro/2010

 

” Brasil soube vivenciar com muitas glórias a era do rádio. Foram nesses anos que artistas geniais do calibre deDorival CaymmiCarmen Miranda, Almirante, Adoniran Barbosa e Emilinha Borba, entre tantos e tantos outros, desfilaram seus talentos com graça e maestria.”

Leia mais aqui

Deixe um comentário

Arquivado em A Noiva do Condutor

A noiva do condutor – Divirta-se (site), setembro/2010

 

“Noel Rosa, o poeta de Vila Isabel, era tão magro que quando ficava de lado todos pensavam que ele estava ausente. Era quase tão magro quanto o seu parceiro Lamartine Babo, que, ao ser convidado para uma partida de futebol, respondeu: “Aceito, se não estiver ventando.” Mas é impressionante como o espírito bem-humorado, crítico, elegante e gozador do Rio de Janeiro se encarnou no rapaz magricela de Vila Isabel.”

Leia mais aqui

Deixe um comentário

Arquivado em A Noiva do Condutor

A noiva do condutor – Conversa Afiada, setembro/2010

“Um namoro de portão abre espaço para os versos bem-humorados de Noel, que rapidamente nos familiariza com personagens caricatos, de traços exagerados. A opereta transita entre o subúrbio e as elegantes avenidas do centro do Rio de Janeiro, retratando, no mesmo bonde, um cavalheiro da pomposa elite carioca e uma família suburbana cuja maior preocupação é certificar-se dos dotes do pretendente da jovem Helena. “O amor sem nota não tem mais-valia”, afirma em certo momento o pai da noiva, deixando claro que o tom da opereta quebra a seriedade e o romantismo do enredo e que, sem fugir à regra de Noel, o que fala mais alto é a vontade de zombar dos assuntos cotidianos.”

Leia mais aqui

Deixe um comentário

Arquivado em A Noiva do Condutor

A noiva do condutor – Rádio Brasil MPB (site), setembro/2010

 

“O rádio estava no auge de sua popularidade e Noel Rosa trabalhava em diversas emissoras quando, em 1935, seu parceiro Almirante propôs à Rádio Club do Brasil um programa com o mote “Como se as óperas célebres do mundo houvessem nascido aqui, no Rio…”.

Desse projeto surgem as três revistas radiofônicas compostas por Noel: as paródias “O Ladrão de Galinhas” e “O Barbeiro de Niterói”, além de “A Noiva do Condutor’, a mais elaborada delas e única com tema musical inédito, com partituras compostas em parceria com o maestro húngaro Arnold Glückmann.”

Leia mais aqui

Deixe um comentário

Arquivado em A Noiva do Condutor

A noiva do condutor – Publishnews, setembro/2010

 

 

“Em 1935, Almirante propôs à Rádio Club do Brasil um programa com o mote “Como se as óperas célebres do mundo houvessem nascido aqui, no Rio…”. Desse projeto surgem três revistas radiofônicas compostas por Noel Rosa. A noiva do condutor, a mais elaborada delas, com partituras compostas em parceria com o maestro húngaro Arnold Glückmann, permanece pouco conhecida.”

Leia mais aqui

Deixe um comentário

Arquivado em A Noiva do Condutor

A Noiva do Condutor – O Globo, setembro/2010

Deixe um comentário

Arquivado em A Noiva do Condutor