Arquivo do mês: setembro 2013

Da periferia ao centro – Gazeta do Povo (Curitiba), Set/2013

periferia 2

“Em São Paulo, cidade onde mora José Magnani, cada pessoa gasta em média 2 horas e 15 minutos no trânsito diariamente. Para Curitiba, onde nasceu, ele vem a cada três ou quatro meses visitar parte da família. E encontra o mesmo problema: “Sempre pego engarrafamento. É inacreditável”, diz o professor, que esteve pela última vez por aqui na semana passada para participar do evento Cidades, Cultura e Patrimônio, promovido pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Em entrevista à Gazeta do Povo, Magnani discorre sobre o “exercício de cidadania” proporcionado por eventos a céu aberto na cidade, a força dos shoppings, que estimulam o “desencontro” entre as pessoas, a migração para a periferia “isolada” das grandes metrópoles, a relação do brasileiro com o automóvel e os resultados das manifestações de junho no país. “Foi como a erupção de um vulcão.””

Leia mais aqui

 

Deixe um comentário

Arquivado em Da Periferia ao Centro: trajetórias de pesquisa em antropologia urbana

Bichos e não bichos – Revista São Paulo, set/2013

bichos rev sp

Deixe um comentário

setembro 10, 2013 · 6:46 pm

Nunca o nome do menino – Rizzenhas (site)

Nunca o nome Capa Final.indd

 

“No mundo da literatura, acompanhamos diversos tipos de pessoas de lugares distantes e inimagináveis, e que geralmente existem apenas na ficção. No máximo, inspiram-se em algum nome notório, uma técnica que estimula ainda mais a fantasia do leitor. Mas e se uma personagem de um livro qualquer realmente existisse? Não no sentido de ser parecido com ela, mas de ser ela mesmo? E se essa personagem descobrir que toda sua vida foi escrita, guiada por uma linha de texto? Provavelmente, a concepção de que todos são livres e donos do seu próprio destino cairia por terra.”

Leia mais aqui

Deixe um comentário

Arquivado em Nunca o nome do menino