Da periferia ao centro – Gazeta do Povo (Curitiba), Set/2013

“Em São Paulo, cidade onde mora José Magnani, cada pessoa gasta em média 2 horas e 15 minutos no trânsito diariamente. Para Curitiba, onde nasceu, ele vem a cada três ou quatro meses visitar parte da família. E encontra o mesmo problema: “Sempre pego engarrafamento. É inacreditável”, diz o professor, que esteve pela última vez … Mais Da periferia ao centro – Gazeta do Povo (Curitiba), Set/2013

Nunca o nome do menino – Rizzenhas (site)

  “No mundo da literatura, acompanhamos diversos tipos de pessoas de lugares distantes e inimagináveis, e que geralmente existem apenas na ficção. No máximo, inspiram-se em algum nome notório, uma técnica que estimula ainda mais a fantasia do leitor. Mas e se uma personagem de um livro qualquer realmente existisse? Não no sentido de ser … Mais Nunca o nome do menino – Rizzenhas (site)