Francis Hime: Trocando em miúdos as minhas canções – Valor Econômico – 10 de Novembro de 2017

francis

“Existiu um dia um outro Francis Hime, o jovem irascível, brigão e genioso, temperamento que obrigou o pai, um industrial bem-sucedido, a lhe dar três escolhas: entrar para a Marinha, ir para o Caraça (a mais severa escola jesuíta de Minas Gerais) ou partir para Saint Gallen, na Suíça, para encarar o não menos temido Institut auf dem Rosenberg”

Leia aqui a matéria na íntegra

E veja aqui mais informações sobre o livro

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Francis Hime: Trocando em miúdos as minhas canções

Francis Hime: Trocando em miúdos as minhas canções – Hoje em dia – 03 de Outubro de 2017

francis

“Se tudo se define nos primeiros anos da infância e se sedimenta na juventude, com Francis Hime foi assim: aos oito anos de idade, isso em 1948, ele era um semi-interno do Colégio Santa Marcelina, na Tijuca. Ou seja, só saía para ir para casa depois de 15 dias caminhando sobre regras e mandamentos. Depois de um breve tempo de respiro em um externato, voltou a outro colégio linha-dura e odiou de novo. A vida virou assim uma emergência logo cedo. E não teve pai que o segurou nas noites em que, ainda menor de idade, fugia para ver Luizinho Eça tocar piano no Hotel Plaza, em Copacabana.”

Leia aqui a matéria na íntegra

E veja aqui mais informações sobre o livro

Deixe um comentário

Arquivado em Francis Hime: Trocando em miúdos as minhas canções

Francis Hime: Trocando em miúdos as minhas canções – Folha de São Paulo/ Ilustríssima – 05 de Novembro de 2017

francis

“”Porque o samba nasceu lá na Bahia,/e se hoje ele é branco na poesia,/ele é negro demais no coração”. Estes versos de Vinicius de Moraes talvez sejam os que mais me transportam para ares baianos, provocando em mim uma sensação de ligação com a “boa terra”.

O amor pela Bahia vem de longe, passando por tantos de seus personagens, a começar por Dorival Caymmi —de quem, desde criança, ouvia aquela bolacha maravilhosa de suas canções praieiras, só voz e violão. Melodias primorosas, de uma beleza realçada pela simplicidade tão comovente. E aquela voz que nos levava para um mundo de sonhos.

Reencontrei a música de Caymmi quando, anos mais tarde, minha mulher, Olivia, gravou o disco “Mar de Algodão” (uma referência à vasta cabeleira branca de Dorival), formado de três suítes sinfônicas sobre aquelas canções que tanto me tomavam.”

Leia aqui a matéria na íntegra

E veja aqui mais informações sobre o livro

Deixe um comentário

Arquivado em Francis Hime: Trocando em miúdos as minhas canções

Francis Hime: Trocando em miúdos as minhas canções – Folha de São Paulo/Ilustrada – 31 de Outubro de 2017

francis

“Imagem adorada por muitos que fazem arte ou vivem em torno dela, o “mistério da criação” sai-se mal em “Trocando em Miúdos as Minhas Canções”, livro de Francis Hime.

O compositor disseca boa parte de suas músicas, revelando a colegas de profissão e ao leitor leigo as referências embutidas nelas. Aquele papo de “inspiração”, surgida do nada, não tem muita vez nos relatos.

Espalham-se pelos dez capítulos 352 ilustrações sonoras. Com um aplicativo de QR-Code no celular, pode-se ouvir, Hime, 78, mostrando ao piano as semelhanças entre “Sem Mais Adeus”, sua primeira parceria com Vinicius de Moraes, e “Apelo”, de Vinicius e Baden Powell.”

Leia aqui a matéria na íntegra

E veja aqui mais informações sobre o livro

Deixe um comentário

Arquivado em Francis Hime: Trocando em miúdos as minhas canções

Francis Hime: Trocando em miúdos as minhas canções – Arte 1 – 10 de Outubro de 2017

francis

“A longa carreira de um dos maiores artistas brasileiros está agora em uma autobiografia musical. Parceiro dos principais nomes da nossa música, Francis Hime lançou seu primeiro livro. Ele é o personagem principal de um especial produzido pelo canal Arte 1, do grupo Bandeirantes de Comunicação. ”

Leia aqui a matéria na íntegra

E veja aqui mais informações sobre o livro

Deixe um comentário

Arquivado em Design+Artesanato - o caminho brasileiro

Francis Hime: Trocando em miúdos as minhas canções – Jornal do Brasil – 04 de Outubro de 2017

francis

“Na sexta-feira, dia 13 de outubro, às 20h, Olivia e Francis Hime vão passear mais uma vez ao vivo pela obra de Vinicius de Moraes.

A dupla levará  caloroso o show ‘Sem Mais Adeus’ ao Teatro Riachuelo, na Cinelândia, Rio de Janeiro. Ingressos de R$ 50 a R$ 100, com meia entrada para estudantes, maiores de 65 anos, professores municipais e clientes do Cartão Riachuelo. Após o show, Francis vai autografar o seu primeiro livro, ‘Trocando em miúdos as minhas canções’ (Editora Terceiro Nome), que está sendo lançado este mês.”

Leia aqui a matéria na íntegra

E veja aqui mais informações sobre o livro

Deixe um comentário

Arquivado em Francis Hime: Trocando em miúdos as minhas canções

Teatros por João Caldas – Radio Cultura FM – 31 de maio de 2016

joao capa3

“Um dos fotógrafos de cena mais requisitados de São Paulo e do Brasil, João Caldas está por trás de grandes produções teatrais contemporâneas, como a montagem de Rainhas do Orinoco, do diretor Gabriel Villela.

Reconhecido pelo talento em eternizar cenas do palco, João conversou com o RadioMetrópolis sobre a rica programação de São Paulo, sobre seu olhar para a cena teatral e sobre sua descrição no ambiente de trabalho”

Ouça aqui a entrevista na integra

E veja aqui mais informações sobre o livro

 

Deixe um comentário

Arquivado em Teatros por João Caldas