Arquivo do mês: novembro 2017

Francis Hime: Trocando em miúdos as minhas canções – Arte 1 – 10 de Outubro de 2017


francis

Assista aqui a matéria na íntegra

E veja aqui mais informações sobre o livro

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Francis Hime: Trocando em miúdos as minhas canções

Francis Hime: Trocando em miúdos as minhas canções – TV Brasil – 11 de Outubro de 2017

francis

“Cantor, compositor e escritor lança livro sobre seu processo criativo”

Assista aqui a matéria na íntegra

E veja aqui mais informações sobre o livro

Deixe um comentário

Arquivado em Francis Hime: Trocando em miúdos as minhas canções

Francis Hime: Trocando em miúdos as minhas canções – Valor Econômico – 10 de Novembro de 2017

francis

“Existiu um dia um outro Francis Hime, o jovem irascível, brigão e genioso, temperamento que obrigou o pai, um industrial bem-sucedido, a lhe dar três escolhas: entrar para a Marinha, ir para o Caraça (a mais severa escola jesuíta de Minas Gerais) ou partir para Saint Gallen, na Suíça, para encarar o não menos temido Institut auf dem Rosenberg”

Leia aqui a matéria na íntegra

E veja aqui mais informações sobre o livro

Deixe um comentário

Arquivado em Francis Hime: Trocando em miúdos as minhas canções

Francis Hime: Trocando em miúdos as minhas canções – Hoje em dia – 03 de Outubro de 2017

francis

“Se tudo se define nos primeiros anos da infância e se sedimenta na juventude, com Francis Hime foi assim: aos oito anos de idade, isso em 1948, ele era um semi-interno do Colégio Santa Marcelina, na Tijuca. Ou seja, só saía para ir para casa depois de 15 dias caminhando sobre regras e mandamentos. Depois de um breve tempo de respiro em um externato, voltou a outro colégio linha-dura e odiou de novo. A vida virou assim uma emergência logo cedo. E não teve pai que o segurou nas noites em que, ainda menor de idade, fugia para ver Luizinho Eça tocar piano no Hotel Plaza, em Copacabana.”

Leia aqui a matéria na íntegra

E veja aqui mais informações sobre o livro

Deixe um comentário

Arquivado em Francis Hime: Trocando em miúdos as minhas canções

Francis Hime: Trocando em miúdos as minhas canções – Folha de São Paulo/ Ilustríssima – 05 de Novembro de 2017

francis

“”Porque o samba nasceu lá na Bahia,/e se hoje ele é branco na poesia,/ele é negro demais no coração”. Estes versos de Vinicius de Moraes talvez sejam os que mais me transportam para ares baianos, provocando em mim uma sensação de ligação com a “boa terra”.

O amor pela Bahia vem de longe, passando por tantos de seus personagens, a começar por Dorival Caymmi —de quem, desde criança, ouvia aquela bolacha maravilhosa de suas canções praieiras, só voz e violão. Melodias primorosas, de uma beleza realçada pela simplicidade tão comovente. E aquela voz que nos levava para um mundo de sonhos.

Reencontrei a música de Caymmi quando, anos mais tarde, minha mulher, Olivia, gravou o disco “Mar de Algodão” (uma referência à vasta cabeleira branca de Dorival), formado de três suítes sinfônicas sobre aquelas canções que tanto me tomavam.”

Leia aqui a matéria na íntegra

E veja aqui mais informações sobre o livro

Deixe um comentário

Arquivado em Francis Hime: Trocando em miúdos as minhas canções

Francis Hime: Trocando em miúdos as minhas canções – Folha de São Paulo/Ilustrada – 31 de Outubro de 2017

francis

“Imagem adorada por muitos que fazem arte ou vivem em torno dela, o “mistério da criação” sai-se mal em “Trocando em Miúdos as Minhas Canções”, livro de Francis Hime.

O compositor disseca boa parte de suas músicas, revelando a colegas de profissão e ao leitor leigo as referências embutidas nelas. Aquele papo de “inspiração”, surgida do nada, não tem muita vez nos relatos.

Espalham-se pelos dez capítulos 352 ilustrações sonoras. Com um aplicativo de QR-Code no celular, pode-se ouvir, Hime, 78, mostrando ao piano as semelhanças entre “Sem Mais Adeus”, sua primeira parceria com Vinicius de Moraes, e “Apelo”, de Vinicius e Baden Powell.”

Leia aqui a matéria na íntegra

E veja aqui mais informações sobre o livro

Deixe um comentário

Arquivado em Francis Hime: Trocando em miúdos as minhas canções