Vilanova Artigas e A mão livre do vovô – Guia Obra Prima, junho de 2015

artigas facebook

Centenário de Vilanova Artigas e apelo de sua filha

O arquiteto João Batista Vilanova Artigas completaria 100 anos em junho e, para comemorar a data, o projeto “Artigas 100 anos” conta com dois livros, um documentário e uma exposição

O arquiteto curitibano João Batista Vilanova Artigas completaria 100 anos no dia 23 de junho e São Paulo tem muito a homenageá-lo. Afinal, o urbanista marcou a cidade com grandes obras ao longo de sua carreira. O prédio da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, a rodoviária da cidade de Jaú e o Estádio Cícero Pompeu de Toledo, no bairro do Morumbi, são alguns exemplos que mostram a grandeza do arquiteto. Seu estilo estético foi marcado por grandes janelas, linhas retas e os famosos pilotis ao longo das construções, recursos arquitetônicos típicos do modernismo. E para homenagear a data histórica, o projeto “Artigas 100 anos” surgiu com atividades como o lançamento de um documentário, dois livros e uma exposição no Instituto Itaú Cultural.

O documentário “Vilanova Artigas: as cidades como as casas, as casas como as cidades” será lançado ainda este ano e contará a história da vida e da carreira do profissional. O projeto foi idealizado e escrito por Laura Artigas, neta do arquiteto, tendo co-direção de Pedro Gorski. “Comecei a levantar as informações para o roteiro do filme junto da minha mãe e percebi que a vida do meu avô era bastante cinematográfica”, diz Laura. As gravações foram divididas em três atos e realizadas no edifício Louveira – construído por Artigas em 1946 no bairro Higienópolis -, cuja arquitetura segue o modernismo paulistano. A cinebiografia conta ainda com depoimentos de grandes arquitetos como Ruy Ohtake e Paulo Mendes da Rocha.

Na literatura, estão previstos para serem lançados este ano um exemplar bibliográfico e outro direcionado ao público infantil. A primeira obra reforça a importância de Artigas na arquitetura brasileira, tendo aproximadamente 30 projetos, repletos de fotografias e desenhos de plantas. “Artigas conseguia juntar o que existia de mais avançado na arte e na arquitetura. Criou sua própria linguagem com o uso do concreto armado, uma tecnologia bastante avançada na época”, afirma Rosa Artigas, historiadora e filha do mestre, responsável pela pesquisa bibliográfica das obras. O segundo livro, também em desenvolvimento, vai revelar ao público as ilustrações feitas por Artigas para seus netos.

A mostra “Ocupação Vilanova Artigas” será realizada no Instituto Itaú Cultural e é mais uma homenagem prevista ao longo do centenário. A exposição ainda não tem data marcada, entretanto, deve acontecer no meio do ano. Quem visitar o espaço terá acesso às declarações do arquiteto sobre as obras e poderá conferir algumas projeções em vídeo de depoimentos de amigos e colegas. Além disso, a mostra contará também com imagens de projetos em terceira dimensão e várias fotos do acervo pessoal de Artigas.

Leia aqui a sequência da matéria publicada no site Guia Obra Prima

E confira aqui mais informações sobre o livro Vilanova Artigas e aqui sobre o livro A mão livre do vovô

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em A mão livre do vovô, Vilanova Artigas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s