Patrimônio escolar: uma saga republicana – SISEM SP, 2 de junho de 2014

Imagem

MCB e SISEM-SP levam a Santa Bárbara d’Oeste a exposição “Patrimônio escolar: uma saga republicana”

A partir de 4 de junho, a cidade de Santa Bárbara d’Oeste receberá um recorte da exposição “Patrimônio escolar: uma saga republicana”. A itinerância na Fundação Romi acontece a partir da parceria entre o Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, e o SISEM-SP (Sistema Estadual de Museus), por meio da qual são levados a cidades paulistas conteúdos importantes já mostrados anteriormente no espaço expositivo do MCB.

“Patrimônio escolar” é fruto da pesquisa elaborada para o quarto volume da coleção Patrimônio Paulista, que registra os bens culturais do estado de São Paulo tombados pelo Condephaat – Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico. A exposição, que reúne textos da escritora e cientista social Margarida Cintra Gordinho e fotografias de Iatã Cannabrava, Malu Teodoro e Vinícius Assencio, adota um recorte justificado pela expressividade das edificações escolares construídas em São Paulo entre 1890 e 1930, período da Primeira República. Cada imóvel individualmente possui relevância própria, mas no conjunto fica evidente também o registro de um período importante da política educacional paulista, alvo de numerosos e importantes estudos acadêmicos.

No livro homônimo à mostra, editado pela Editora Terceiro Nome, são apresentadas as 126 “escolas republicanas” construídas na capital e no interior do estado de São Paulo entre o final do Império e o início da Era Vargas e tombadas pelo Condephaat.

“A valorização e ativação do patrimônio cultural tombado é um processo multifacetado e complexo. O reconhecimento de um bem enquanto patrimônio cultural se justifica principalmente pelo que ele representa para a identidade de seu povo. Por isso, divulgar a memória deste patrimônio é igualmente importante”, avalia Marcelo Mattos Araujo, Secretário de Estado da Cultura de São Paulo.

Iniciada em 2010 com a publicação do título “Patrimônio da metrópole paulistana”, e depois com o segundo e terceiro volumes, respectivamente “Litoral e Vale do Paraíba” e “A caminho do Oeste”, a coleção Patrimônio Paulista formata um importante inventário dos bens tombados até hoje pelo Condephaat. “Com isso, destaca-se a importância da preservação deste acervo como memória viva de nossa história, fomentando a cidadania e incentivando os moradores sobre o compromisso coletivo necessário para a construção, reconhecimento e preservação do patrimônio comum”, conclui Giancarlo Latorraca, diretor técnico do MCB.

Sobre a Coleção Patrimônio Paulista

Das paisagens que cobriam o território paulistano na época do descobrimento às casas bandeiristas, às escolas e às construções típicas da chamada moderna arquitetura brasileira, a coleção Patrimônio Paulista registra os bens culturais do estado tombados pelo Condephaat.

O primeiro volume da coleção, “Patrimônio da metrópole paulistana”, foi lançado em dezembro de 2010 e registra os bens tombados na região metropolitana de São Paulo. O segundo volume, “Litoral e Vale do Paraíba”, lançado em dezembro de 2012, trata dos bens da região litorânea do Estado e do Vale do Paraíba. O terceiro e o quarto volumes da coleção foram lançados simultaneamente em 2013: “A caminho do Oeste” e “Patrimônio Escolar”. Todos os quatro volumes da coleção, com edição da Editora Terceiro Nome, têm textos da escritora e cientista social Margarida Cintra Gordinho e fotografias da equipe coordenada pelo fotógrafo Iatã Cannabrava.

Museu da Casa Brasileira

O Museu da Casa Brasileira se dedica às questões da cultura material da casa brasileira. É o único do país especializado em design e arquitetura, tendo se tornado uma referência nacional e internacional nesses temas. Dentre suas inúmeras iniciativas, destacam-se o Prêmio Design Museu da Casa Brasileira, realizado desde 1986, e o projeto Casas do Brasil, que promove um inventário sobre as diferentes tipologias de morar no país.

SERVIÇO:
Patrimônio escolar: uma saga republicana
Visitação: 4 de junho a 4 de julho
Local: Fundação Romi (Av. Monte Castelo, nº 1095, Jd. Primavera – Santa Bárbara d’Oeste)
Horário: de segunda a sexta-feira, das 7h às 16h
Informações: (19) 3499-1555 ou http://www.fundacaoromi.org.br
Entrada: gratuita
Realização: Condephaat, MCB e SISEM-SP
Apoio: Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste, Fundação Romi e Editora Terceiro Nome

Leia aqui a matéria na íntegra

E veja aqui mais informações sobre o livro

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Patrimônio Paulista - Patrimônio Escolar: uma saga republicana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s