Junto e misturado – revista Ciência Hoje, dezembro de 2013

Image

PCC: “Paz entre os ladrões”

Este ano, quando completa o 10º aniversário de sua hegemonia nas prisões paulistas – estima-se que hoje tenha influência em cerca de 90% das cerca de 150 delas – e de sua refundação, quando acrescentou o ‘igualdade’ ao lema ‘Paz, Justiça e liberdade’, o PCC (Primeiro Comando da Capital) lançou a ameaça de uma ‘Copa do mundo do terror’, caso seus membros sejam transferido para o isolamento, como prometem as autoridades de segurança em retaliação a um suposto plano para matar o governador Geraldo Alckmin.

A CH entrevistou a antropóloga Karina Biondi, da Universidade Federal de São Carlos, para entender esse fenômeno social complexo, que proibiu nas prisões o craque, a agressão, o estupro, as mortes sem autorização, o porte de facas e até palavrões. Autora de Junto e misturado: uma etnografia do PCC (São Paulo: Editora Terceiro Nome, 2010), Biondi há anos pesquisa o assunto, que lhe surgiu como tema de mestrado e doutorado depois da prisão do marido – inocentado, após quase seis anos aguardando julgamento –, quando passou a visitar prisões paulistas.

Clique aqui para baixar e ler a entrevista na íntegra

E confira aqui mais informações sobre o livro

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Junto e Misturado: uma etnografia do PCC

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s