Zo’é – Revista da Cultura, dezembro de 2013

Image

RAÍZES PRESERVADAS

POR QUAIS TRANSFORMAÇÕES OS ÍNDIOS ZO’É, NO PARÁ, PODEM TER PASSADO NOS ÚLTIMOS 20 ANOS? FOI COM ESSA PERSPECTIVA QUE ROGÉRIO ASSIS FOI À TRIBO EM 2009, RETORNANDO AO MESMO LOCAL EM QUE ESTEVE EM 1989, QUANDO FOI O PRIMEIRO FOTÓGRAFO A TER CONTATO COM ESSE POVO INDÍGENA. O PRAZER DE VER UMA TRIBO COM SEUS COSTUMES E RAÍZES REINTEGRADOS ESTIMULA O RESULTADO DO LIVRO ZO’É, NO QUAL O ARTISTA EXPÕE COM BELEZA O COTIDIANO DE SEUS MORADORES, COMO VIVEM, COMO SE RELACIONAM COM A NATUREZA E COM AS ARTES MANUAIS. (GUSTAVO RANIERI)

Confira aqui a matéria na íntegra

Veja aqui mais informações sobre o livro

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Zo'é

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s