O dia em que eu deveria ter morrido – Suplemento Cultural (blog), fevereiro/2011

Odeqedtm - Capa frente

 

“Em O dia em que eu deveria ter morrido, um jornalista em busca de sua ex-mulher desaparecida misteriosamente mergulha em uma jornada de redenção que passará por uma pequena cidade sem nome, São Paulo e Istambul, onde o acaso fará dele protagonista de um incidente de proporção mundial. Transformar-se em notícia e celebridade internacional é apenas mais um elemento que faz com que sonho e realidade sejam separados por linhas tênues de uma mesma história. Sob os escombros do passado, o personagem nos contará as tentativas de acerto de contas com antigos fantasmas, materializados nas mulheres marcantes de sua vida: a mãe do melhor amigo de infância, a sobrinha de uma empregada do colégio de padres, uma prostituta de luxo em Istambul – todas presentes também, de alguma maneira, na figura atormentada da ex-mulher desaparecida.”

Leia mais aqui

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em O dia em que eu deveria ter morrido

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s