Antropologia da cidade – Folha de S. Paulo, novembro/2011

capa_antropologia da cidade

“Na cidade, a confusão resiste. Nenhuma lógica de ordenamento parece dar conta de sua complexidade

Descobrir método e ordem na aparente loucura dos fenômenos coletivos e psicológicos tem sido o projeto das ciências humanas, em geral, e da antropologia, em particular, desde pelo menos o final do século 19.

É esse também o objetivo do francês Michel Agier ao falar sobre os grandes centros urbanos, sobretudo nos países pobres, nas entrevistas e ensaios coletados em “Antropologia da Cidade – Lugares, Situações, Movimentos”.

Leia mais aqui

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Antropologia da cidade - Lugares, situações, movimentos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s