Uma outra cidade – Arte na Lente, dezembro/2010

capa cidade alta

 

atã Canabrava, fotógrafo e agitador cultural voltou sua câmera para as  periferias, de diferentes cidades, e realizou um projeto documental com uma força expressiva diferenciada, até então inédito na fotografia brasileira.

O nome do ensaio “Uma Outra Cidade” quer falar de uma periferia, que sintetiza todas as periferias. Como se a periferia da pós-modernidade, fosse uma espécie de não-lugar às avessas. Não-lugar é um conceito desenvolvido pelo antropólogo francês Marc Augé, que o define como sendo um espaço diametralmente oposto ao lar, à residência, ao espaço personalizado, ou seja, é representado pelos espaços de circulação passageira, como supermercados, cadeia de hotéis, aeroportos, etc. Espaços semelhantes em cidades diversas, em países distantes, em que tudo parece muito igual. Claro que por esses espaços circulam pessoas que mantém algum vínculo com o sistema, iconizado pelo cartão de crédito que autoriza os deslocamentos. No caso dessas fotografias organizadas em torno da idéia de Uma Outra Cidade, é na realidade a imagem da periferia de qualquer cidade, ocupado por minorias econômicas que constroem o espaço como uma bricolagem – parte dos elementos constitutivos são comuns, o que dá a semelhança e aproxima da idéia de ser o mesmo lugar. Ou seja, um não-lugar às avessas porque o habitante da periferia, ao contrário do outro, tem seu deslocamento autorizado e reconhecido pela comunidade.”

Leia mais aqui

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uma outra cidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s