Joias de Crioula – Mulher Negra & cia

 

“oucas são as publicações que tratam do período da escravidão no Brasil, entre século 18 e 19. Por isso fica difícil imaginar que, em meio a tanto horror, as escravas se preocupavam com jóias. Historiadores dão várias explicações para a palavra crioula, mas aqui crioula eram negras forras ou escravas que viviam na cidade. As crioulas de uma certa maneira burlavam o sistema. Podiam ter um pequeno comércio (parte da renda era dada ao patrão), ou até mesmo se prostituir. Juntavam algum dinheiro para comprar a própria liberdade e de membros da família. E, muitas vezes, esse dinheiro era aplicado em jóias que depois poderiam ou não ser vendidas. Durante 5 anos a ourives Laura Cunha e o fotógrafo alemão Thomas Milz procuraram pelo Brasil essas jóias. Encontraram em museus e também em coleções particulares. Além de um lindo, com fotos bem tratadas, o livro Jóias da Crioula  é fruto de uma bela pesquisa que merecemos conhecer. Tem histórias  até de amor.”

Leia mais aqui

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Joias de crioula

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s